• 12 novembro de 2020
  • admin
  • Blog

Como planejar as férias do meu filho?

Quando se aproxima o fim do semestre letivo, muitos pais nos perguntam: e agora, o que fazer com as férias do meu filho(a)?

Sempre destacamos a importância de uma rotina para indivíduos com autismo, e nas férias essa rotina (apesar de ser mais flexível) não deve ser diferente, já que a redução de atividades, como aulas e terapias, pode trazer uma desorganização para a criança. Por conta disso, se torna essencial um planejamento do ambiente e da maneira como essas mudanças serão apresentadas a ela.

Uma dica que pode facilitar a adaptação de seu filho(a) neste momento é a rotina visual, por trazer maior previsibilidade e organização do que irá acontecer. Ela pode ser feita com um quadro que deve conter uma foto ou palavra (caso a criança seja alfabetizada) indicando o que irá acontecer em cada horário.

A rotina deve ficar visível e em locais de fácil acesso para a criança, como na porta da geladeira, na porta do armário ou mesmo na parede do quarto. Se está programando uma viagem, não esqueça que ela deve estar dentro da rotina visual de seu filho(a). Muito importante mostrar fotos de como será feita essa viagem, qual será o destino, meios de transporte, locais e pessoas que visitarão, onde irão se hospedar e quem irá participar. Lembre-se: previsibilidade contribui para a adaptação da criança às mudanças do ambiente.

Outra dica para planejamento de uma rotina de férias é: seja criativo e aproveite o momento para desenvolver variabilidade comportamental em seu filho(a). Proponha atividades lúdicas que sejam reforçadoras e que trabalhem habilidades motoras e sociais. Uma sugestão é planejar um piquenique com aquele amiguinho da escola.

Uma rotina programada não significa que seu filho(a) não terá momentos livres. Afinal, estes são importantes e devem fazer parte das férias. Aproveite alguns horários do dia para que seu filho tenha a oportunidade de escolher o que fazer e, assim, explorar e desenvolver suas habilidades com o que lhe é motivador.

 

Bruna Godoy

Psicóloga e Supervisora ABA – Grupo Conduzir

CRP 06/130056

  • Compartilhar essa materia:
Top