Logotipo

Fonoaudiologia e Terapia ABA

A fonoaudiologia é uma especialidade profissional dentro da área de humanas e biológicas, que tem como principal atuação intervir em dificuldades de comunicação. A Análise do Comportamento Aplicada (ABA) tem, dentre outros objetivos, promover maior independência social e comunicativa do indivíduo.

Apesar das duas áreas do conhecimento terem objetivos em comum, cada uma apresenta um enfoque e bagagem de informações diferentes, que se somam e se completam formando um trabalho bastante efetivo para indivíduos com atrasos em seu desenvolvimento.

De um lado, temos a fonoaudiologia que avaliará o indivíduo considerando estruturas orofaciais (forma e funcionamento), aquisição dos sons (apresentado e esperado), desenvolvimento da linguagem (apresentado e esperado). Enquanto, de outro lado, temos a intervenção ABA, que fará sua avaliação e tratamento considerando as habilidades e repertórios da criança, sempre conduzidos pelo Analista do Comportamento responsável pelo caso.

Considerando as terapias na prática, havendo comunicação entre ambas, a fonoaudiologia consegue somar ao desenvolvimento de habilidades mais específicas, como por exemplo a motricidade orofacial sensorial e motora, na fala e voz.

A fonoaudiologia pode realizar orientações pontuais sobre a comunicação durante os treinos e programas ABA, sobre como tornar essa habilidade mais natural e também esclarecer sobre normalidade e desenvolvimento nos aspectos da fala e linguagem.

A Analise do Comportamento Aplicada tem colaborado com o trabalho da fonoaudiologia, pois traz a possibilidade de maior aproveitamento do tempo da sessão, visto que muitos dos pacientes atendidos tem dificuldades no comportamento.

Como exemplo, uma criança que não faz sons orais, não se comunica por meio da linguagem oral, nem por meio de figuras ou gestos. A fonoaudiologia analisará e verificará qual seria a primeira habilidade a ser desenvolvida para que haja início de comunicação. Neste caso, hipoteticamente, a terapeuta procurará possibilitar que a criança perceba que consegue fazer sons com a boca. Em paralelo, a ABA está orientando a fonoaudióloga o que aumentará a frequência de respostas dessa criança. Além disso, a fonoaudióloga poderá orientar quais brincadeiras ou tarefas o terapeuta ABA poderá treinar para que se ganhe velocidade no processo.

Particularmente, depois de mais de 10 anos atendendo mais de 1000 crianças em atendimentos multidisciplinares diversos, posso dizer que a união da Análise do Comportamento com a Fonoaudiologia foi a mais valiosa, pois resultou em maior velocidade e evolução dos indivíduos com alterações de comunicação.

 

Tassiana Barbeiro Fragoso de Sá

Fonoaudióloga – Grupo Conduzir

CRFa.2-16625

-->
Grupo Conduzir ® Todos os direitos reservados | Feito com ♥ por CRIAH