Logotipo

Inúmeras batalhas vencidas com muito amor

O cansaço e estresse das mães atípicas é estudado por psiquiatras especialistas e é comparado aos soldados em situação de guerra.

Sempre começo as minhas palestras dizendo minha formação acadêmica, que é bacharel em design de ambientes, para as pessoas perceberem que não nasci preparada para ser mãe atípica.

Não tive um treinamento para tal, e minha profissão difere muito da minha vivência como mãe.

Me tornei sim, um pouco psicóloga comportamental, um pouco nutricionista, um pouco geneticista, um pouco pediatra, um pouco fonoaudióloga, um pouco terapeuta ocupacional, um pouco pedagoga… Sem nenhum diploma, num movimento tão necessário, orgânico, quase como uma questão de sobrevivência.

Uma auto sobrevivência e sobrevivência do meu filho.

Vi, nesse trajeto entre sonhar com um filho e me tornar efetivamente uma mãe atípica mulheres sensacionais e filhos igualmente fantásticos, numa crescente de desenvolvimento.

Mães com áreas acadêmicas diversas, mas com duas coisas em comum:

 

1 – Um amor gigantesco pelo filho.

Aquele amor que contorna dificuldades, que transforma dor em superação, um amor tão gigantesco que, apesar do estresse diário, se fortalece e cresce, cresce, cresce…

 

2 – NUNCA desistem!

Existe uma enorme diferença entre ignorar a dificuldade e encarar para modificá-la.

Elas não mascaram a realidade difícil, mas decidem racionalmente, associadas ao amor gigantesco, transformar.

Pensam, estabelecem estratégias, livram-se de expectativas irreais (não por descrença no potencial do filho, mas por viverem um dia de cada vez), acreditam que tudo é possível, tem esperança no dia seguinte, lutam (sofrendo ou não), simplesmente não desistem.

Não conheci nenhum autista, ou qualquer outro ser humano com desenvolvimento atípico, vitorioso, que não tenha uma mãe com essas características por trás.

Não é sobre ser ” mãe especial”, ou sobre “ser escolhida”.

É sobre persistência, resiliência e amor… Muito amor.

Michelle Carvalho, mãe do Enzo 💙

-->
Grupo Conduzir ® Todos os direitos reservados | Feito com ♥ por CRIAH