Logotipo

Marcos do desenvolvimento infantil

Sabe aquele momento em que você olha para o seu filho e percebe algo inédito que ele fez, como um movimento, um som, um sorriso? Isso provavelmente faz parte dos marcos do desenvolvimento infantil, que nada mais são do que mudanças que ocorrem de forma sequencial e regular no processo de crescimento das crianças.

Esse processo de desenvolvimento no qual gradualmente envolve características motoras, cognitivas, sociais, de comunicação e linguagem é avaliado pelos marcos através de mudanças especificas que são tipicamente observadas nas crianças em determinados momentos de suas vidas. A criança deve atravessar cada estágio seguindo uma sequencia regular, por exemplo, por volta dos 4 meses de idade a criança deve seguir objetos com o olhar, aos 6 meses faz gesto de tchau e “bate palmas”, aos 9 meses reconhece pessoas da família, imita sons, aos 12 meses aponta para os objetos que deseja, fala de uma a três palavras, entre outros. Tudo isso é uma regra? Não! São padrões que funcionam como parâmetros para que você possa sempre saber o que deve estar “acontecendo” naquele momento e se antecipar ao que virá depois em cada fase, lembrando que se a criança não for estimulada ou motivada no momento adequado, ela talvez não conseguirá superar o atraso do seu desenvolvimento. Afinal, o desenvolvimento infantil se dá à medida que a criança vai crescendo e vai se desenvolvendo de acordo com os meios onde vive e os estímulos dele recebidos.

Entretanto, é fundamental conhecer os marcos do desenvolvimento para observar seu filho e levá-lo a um especialista caso os comportamentos esperados não estejam ocorrendo. As tabelas com a descrição dos marcos do desenvolvimento infantil você pode encontrar facilmente  em qualquer site de busca na internet referindo-se a fontes confiáveis como a do ministério da saúde. Para realizar o monitoramento, uma boa pedida é fazer anotações da data em que seu pequeno começou a fazer algo novo de acordo com esses marcos e ter percepção concreta de possíveis atrasos ao conversar com seu pediatra. Hoje é obrigatório (lei n°13.438 de 26 de abril de 2017) que o sistema único de saúde – SUS e consequentemente os atendimentos privados utilizem protocolo ou instrumento construído de avaliação até os 18 meses de vida, para avaliar riscos para o desenvolvimento psíquico em consultas de atendimento pediátrico e realizar o encaminhamento para uma avaliação comportamental, fonoaudiológica ou outras necessárias

Portanto, a identificação de irregularidades nessas fases é de fundamental importância para o diagnóstico precoce de qualquer situação fora do comum.

Vale a pena estar sempre “de olho”, para que possíveis intervenções possam ser realizadas o quanto antes.

Autoras:

Larissa Aguirre

Psicóloga

Mestranda em Análise do Comportamento

Supervisora ABA – Grupo Conduzir

 

Josiane Mariano

Supervisora ABA – Grupo Conduzir

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

SELLA, A. C.;  RIBEIRO, D. M. Analise do Comportamento Aplicada ao Transtorno do Espectro Autista,2018 – p.41-45.

BEE, H.; BOYD, D. A criança em desenvolvimento, 2011 – p.450-451.

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53047-como-acompanhar-o-desenvolvimento-da-crianca

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_crescimento_desenvolvimento.pdf

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13438.htm

Grupo Conduzir ® Todos os direitos reservados | Feito com ♥ por CRIAH